Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Breve Histórico - CGPA

Escrito por Administrador | Publicado: Quarta, 30 de Abril de 2014, 15h27 | Última atualização em Quarta, 13 de Dezembro de 2017, 18h03

A História da CGPA iniciada em 2012 com a contratação de um Arquivista que exerceu o cargo de Coordenador do Sistema de Protocolos e Arquivos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe IFS  até o ano de 2014, de início apenas este era responsável por toda gestão documental dentro da Reitoria e do Campus Aracaju, o que tornava inviável a aplicação dos procedimentos técnicos e padronização da Gestão Arquivística. Em 2014, o IFS lança um concurso com quatro vagas para o cargo de Arquivista para o campus de Reitoria, Aracaju, São Cristóvão e Lagarto e posteriormente com o objetivo de melhorar a gestão dos documentos arquivísticos e guarda da sua memória institucional mais um arquivista foi contratado para o campus Itabaiana.

Durante esse período as instruções normativas elaborada em 2012 foram atualizadas e houve novas publicações de Instruções e Manuais nos quais padronizam a gestão documental.

Em 2017, houve quatro novas nomeações para o cargo de Arquivista e Técnico em Arquivo, o que possibilitou a restruturação e melhor definição das atribuições e responsabilidades entre os profissionais, esse com passo viabiliza que o IFS se torne referência nacional na gestão documental.

A Coordenação Geral de Protocolo e Arquivo, vincula da diretamente à Diretoria Executiva, é responsável por coordenar, administrar, implementar e executar as políticas de arquivo e gestão documental e informacionais no IFS, além de prestar serviços arquivísticos, estruturar as operações físicas dos arquivos e equipamentos de suporte ao trabalho da área. Compete, a CGPA, capacitar os servidores que são responsáveis pela produção, uso e guarda dos documentos arquivísticos de forma a assimilarem e incorporem as práticas adotadas para a padronização dos procedimentos arquivísticos. 

 

SISTEMA DE ARQUIVO

 

A desorganização, dificuldade de acesso e conservação dos documentos do IFS vêm sendo uma das preocupações estratégicas da instituição, visto que, ao longo de seus 105 anos, passou por várias mudanças em suas atividades e funções, além de ter produzido e acumulado uma grande massa documental de forma improvisada e sem tratamento técnico.
Por isso, deve ser implantado no IFS um Sistema de Arquivos planejado, estruturado, coordenado e monitorado com o intuito de tornar compatíveis as práticas administrativas, de ensino, pesquisa e extensão e os procedimentos de organização e arquivamento de documentos produzidos por essas atividades, além de adequar o IFS aos padrões estabelecidos pela legislação arquivística vigente.
Um sistema de arquivos planejado e estruturado pode, a médio e longo prazo proporcionar à instituição benefícios incalculáveis, pois não só ampliará o acesso às informações estratégicas produzidas e acumuladas pelo IFS, mas, também, resgatará a história da instituição.
O Sistema de Arquivos do IFS tem como objetivos principais:
I- Desenvolver a política de gestão arquivística de documentos do IFS;
II- Racionalizar a produção dos documentos arquivísticos do IFS;
III- Racionalizar e reduzir os custos operacionais e de armazenagem da documentação
arquivística do IFS;
IV- Garantir, de forma ágil e segura, o acesso aos documentos de arquivo do IFS e às
informações neles contidas, resguardado os aspectos de sigilo e as restrições
administrativas ou legais, bem como a eficiência e transparência administrativa;
V- Assegurar condições de preservação, proteção e acesso ao patrimônio arquivístico do IFS, tendo em vista seus valores administrativo e histórico, os interesses da comunidade e seu valor como fonte para a pesquisa e a produção de conhecimentos;
VI- Articular-se com os demais sistemas que atuem direta ou indiretamente na gestão da informação pública federal;
VII- Divulgar através de portal/link as ações, atividades e procedimentos do Sistema.

Fim do conteúdo da página