Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Aracaju > Pesquisas apresentadas por alunos prometem benefícios para a sociedade
Início do conteúdo da página
MOSTRA TECNOLÓGICA

Pesquisas apresentadas por alunos prometem benefícios para a sociedade

Escrito por MARINEIDE BONFIM BASTOS | Publicado: Quinta, 27 de Julho de 2017, 11h11 | Última atualização em Quinta, 27 de Julho de 2017, 18h04

Entre os trabalhos estão um bracelete para ajudar portadores com grau leve de Alzheimer e uma estação meteorológica de baixo custo para auxiliar produtores de agricultura familiar

Mostra Tecnológica EI 3A 4ª Mostra Tecnológica de Eletrônica e Informática , realizada anualmente pela Coordenadoria de Eletrônica do Instituto Federal de Sergipe – Campus Aracaju, apresentou pesquisas e protótipos que combinaram tecnologia e criatividade. O evento foi aberto terça-feira, 25, e terminou ontem. Para os professores organizadores a mostra proporcionou experiência aos alunos dos cursos técnicos integrados e cumpriu com o seu objetivo de expor para comunidade acadêmica e o público externo os projetos interdisciplinares desenvolvidos durante todo o ano letivo de 2016.

No primeiro dia, os estudantes apresentaram resultados de pesquisas, por meio dos trabalhos de conclusão de curso (TCC), que chamaram a atenção pelos benefícios que prometem trazer para a população.

Pulseira que ajuda portadores de Alzheimer

Mostra Tecnológica Eletrônica e Informática 2017 2Uma das novidades foi o Smartbeth, uma memória eletrônica em formato de bracelete controlada por smartphones para ajudar portadores de Alzheimer. A pesquisa desenvolvida pelos alunos do 4º ano do curso técnico de Informática, Celso de Matos e Luiz Jacson Lemos Junior, e de Eletrônica, Mateus Figueiredo e Leonardo Meneses com orientação da professora mestre Leila Buarque, é um projeto de iniciação científica do IFS, que foi submetido ao Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para Ensino Médio (PIBIC EM) e tem o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq.

O grupo iniciou a pesquisa em agosto do ano passado e concluiu neste mês de julho a primeira fase do experimento, apresentando o protótipo de um bracelete na mostra tecnológica. Por meio de um aplicativo de celular é possível disparar um alerta para a pulseira usada pelo paciente lembrando, por exemplo, do horário da medicação. É um produto para portador de Alzheimer, no estágio inicial da doença.

Na verdade, o equipamento pode ser usado por qualquer pessoa que tenha algum tipo de deficiência de memória. A pesquisa terá continuidade nos próximos anos com testes adicionais para tornar o produto mais eficiente.

Mostra Tecnológica EI 6Estação meteorológica de baixo custo

Outro projeto interessante foi o controle automático de dados meteorológicos com estação de baixo custo, desenvolvido pelo aluno do 3º ano de Informática, Alisson Neves, sob orientação da professora Leila Buarque e co-orientado pelo professor mestre Marcelo Machado, para monitorar as condições climáticas e orientar o agricultor na plantação. Esse produto foi desenvolvido especificamente para o pequeno produtor rural de agricultura familiar que não tem condições de adquirir uma estação mais cara.

A pesquisa viabilizou uma montagem de uma estrutura física de baixo custo que captura por meio de sensores todas as variáveis atmosféricas e disponibiliza em essas informações climáticas para o produtor. Os alunos garantem que a aplicação é simples. Esse projeto foi iniciado em 2015 e vem evoluindo por meio de novos testes. Os estudos vão continuar este ano para deixar a estação mais robusta e o próximo passo é aferir essa ferramenta para que possa ser usada em campo.

Robôs competitivos

Os alunos Elisama Rebeca Rodrigues e Lucas Siqueira, do 3º ano de Informática, foram ousados ao se debruçarem sobre a implementação , análise e comparação de códigos utilizados em competições de robóticas. Orientados pela professora mestre Leila Buarque e coorientação da professora mestre Nara Strappa, o grupo estudou os códigos que programam robôs para competições.

Mostra Tecnológica Eletrônica e Informática 2017 1“Ficamos impressionados com o comprometimento desses alunos que são de nível médio técnico e se dispuseram a desenvolver esse tipo de pesquisa que não é tão simples, mas eles conseguem superar as expectativas”, avaliou a professora Leila Buarque, uma das organizadoras da mostra tecnológica.

Portal ajudará professor a aplicar prova

O aluno do 4º ano de Informática, Carlos Vinícios Ferreira, desenvolveu um portal que permitirá o professor de qualquer linguagem de programação a aplicar exercícios e provas online e o aluno terá o resultado, após concluir as respostas. Orientado pela professora Leila Buarque, Vinícios conseguiu criar esse site baseado no ambiente utilizado na Olimpíada Brasileira de Informática – OBI. Esse portal entrará em funcionamento neste segundo semestre de 2017.

Protótipos são atração na mostra

Mostra Tecnológica EI 4No decorrer do ano letivo, os professores das disciplinas de sistemas programáveis, técnicas digitais e linguagem programáveis lançaram desafios em sala de aula para os alunos desenvolverem projetos e apresentá-los durante a mostra tecnológica. Os desafios foram aceitos e os resultados surpreenderam. Os protótipos roubaram a cena no último dia do evento.

Os alunos Andreza Mousinho, José Icaro Nunes, Luana Rodrigues e Sâmela Duarte, do 3º ano de Eletrônica, orientados pela professora Nara Strappa, apresentaram um elevador de quatro andares controlado através de Arduino (microcontrolador). A equipe desenvolveu o equipamento em 45 dias. Icaro garante que valeu a pena todo o esforço porque os resultados foram atingidos.

“Até finalizar o projeto são muitos testes, dias de observações, erros e acertos. Tivemos que montar e desmontar o equipamento diversas vezes até ele funcionar corretamente, mas é um aprendizado importante. É a passagem do conhecimento teórico que recebemos em sala de aula para a prática”, afirma o aluno.

Mostra Tecnológica EI 5Outra novidade da mostra foi o projeto dos alunos João Daniel Alves Martins, Daniel Leite, Matheus Porto, Sara Abigail e Breno Albuquerque, do 2º ano de Eletrônica, baseado em um circuito de cofre digital para armazenar senhas. “Esse tipo de evento é instigante porque aprendemos a desenvolver pesquisas e produzir produtos que são úteis para o dia a dia das pessoas”, avalia João Daniel.

Leila Buarque destaca a satisfação dos professores em ver o brilho no olhar dos alunos diante das suas pesquisas. “É o momento que ele (o aluno) mostra que aprendeu além do que foi ensinado em sala de aula”.

Também fizeram parte da organização do evento os professores: mestre Danyelle Mousinho, doutor Edson Barbosa, mestre Fábio Prudente, mestre Luís Adriano, mestre Nara Strappa e o técnico de laboratório de Eletrônica, Renan Silva.


Confira a lista com todas pesquisa e protótipos apresentados durante a mostra

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página