Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Aracaju > Aluno do campus Aracaju é eleito parlamentar juvenil do Mercosul
Início do conteúdo da página
SERGIPE

Aluno do campus Aracaju é eleito parlamentar juvenil do Mercosul

Escrito por MARINEIDE BONFIM BASTOS | Criado: Sexta, 14 de Dezembro de 2018, 12h28 | Publicado: Sexta, 14 de Dezembro de 2018, 12h28 | Última atualização em Segunda, 17 de Dezembro de 2018, 09h16

A coordenação do programa internacional, que estimula o protagonismo de jovens de ensino médio na construção de políticas educativas, divulgou o resultado final nesta segunda-feira, 10

parlamento juvenil mercosul DSC 0821 b 800x600A única vaga de Sergipe no Parlamento Juvenil Mercosul 2018 - 2020 será ocupada pelo estudante José Martins Filho Neto (15), do 1º ano do curso técnico integrado em Química do Instituto Federal de Sergipe, campus Aracaju. O aluno foi eleito para representar o estpjm classificacao 800x472ado ao ter seu projeto escolhido pela votação popular, realizada de 23 a 30 de novembro, na página do PJM 2018 (http://www.pjm.mec.gov.br ).

Na eleição, José Neto obteve 272 votos válidos concorrendo com Victor Cardoso Alves, aluno da rede estadual no município de São Cristóvão, segundo colocado, 251 votos, e Carlos Antônio de Oliveira Barbosa, estudante do IFS- campus Lagarto que ficou em terceiro lugar, 57 votos. Entre os dias 1º e 9 de dezembro, os votos recebidos por cada candidato passaram por auditoria para verificar possíveis fraudes no processo.

“Eu estou felicíssimo em poder representar tanto meu estado Sergipe, pelo qual me comprazo muito, quanto por levar o nome da minha instituição ao PJM. Me sinto honrado por ter sido eleito pelos alunos sergipanos parlamento juvenil mercosul DSC 0829 800x600para representá-los durante esses dois anos e pretendo também honrá-los levando seus anseios e suas necessidades para o MEC e lutar por uma educação melhor . Agradeço a todos os 272 votos válidos e aos outros 15 que tiveram os votos invalidados, mas que mostraram sua vontade em poder votar para me eleger”, declarou José Neto.

A quinta Seleção Nacional do Parlamento Juvenil do Mercosul - programa que estimula o protagonismo de jovens de ensino médio na construção de políticas educativas - selecionou uma delegação de 27 jovens parlamentares para representar o Brasil por dois anos. Durante esse período (2018 -2020), os jovens participarão ativamente no processo de elaboração e divulgação da Declaração do Parlamento Juvenil. O documento é produzido pelos parlamentares juvenis de todos os países-membros e associados durante o encontro que ocorrerá em Montevidéu, Uruguai. Os eleitos discutem, aprovam e recomendam a adoção de políticas educativas que promovam a cidadania e uma cultura de paz e respeito à democracia, aos direitos humanos e ao meio ambiente.

“É com orgulho e sobeja satisfação que recebemos a notícia da aprovação de José Martins Filho Neto para o Parlamento Juvenil do Mercosul, o qual estará representando o estado de Sergipe. Será indubitavelmente uma oportunidade ímpar para o desenvolvimento do protagonismo juvenil, amadurecimento pessoal e compreensão do contexto histórico, social e econômico inerente ao Mercosul. Ao parabenizar nosso aluno, parabenizamos todos os servidores(as) que direta ou indiretamente contribuíram para esse resultaparlamento juvenil mercosul DSC 0806 b 800x600do, o qual traz contributos significativos para imagem do nosso campus”, disse o diretor-geral, professor Elber Gama.

As eleições foram realizadas somente pela internet e ocorreram no mesmo período em todo território nacional. Participaram da votação os estudantes com idade escolar compreendida entre 14 e 18 anos e que frequentavam o ensino médio no Brasil. De acordo com os organizadores, a seleção por meio de processo eleitoral é uma forma de garantir a representatividade dos futuros jovens parlamentares por meio de um processo transparente e democrático.

O PROJETO

Na etapa inicial do programa, José Neto teve o seu projeto “Reconhecendo a Identidade Latino-Americana” aprovado por comissão julgadora organizada pelo Ministério da Educação. Nesta fase foram avaliadas e selecionadas as melhores propostas por Unidade da Federação totalizando 108 projetos. Os trabalhos foram classificados segundo os seguintes critérios de avaliação e julgamento: originalidade, justificativa, relevância, viabilidade, linguagem e estruturação.

A ação proposta pelo estudante do campus Aracaju é difundir a cultura latino americana nas escolas por meio de apresentação, rodas de leitura, oficinas, palestras e eventos que abordem e ampliem a percepção sobre nossos vizinhos no continente.“O projeto tem o objetivo de trazer aos alunos o conhecimento da cultura da América Latina, que atualmente está perdendo seu espaço para culturas exteriores, de uma forma lúdica e que proporcione lazer aos alunos que já andam bastante fatigados e estressados devido ao ensino conteudista brasileiro”, explica o parlamentar juvenil.

Jparlamento juvenil mercosul DSC 0811 b 800x600osé Neto redigiu a proposta com a orientação do professor de Sociologia do IFS - campus Aracaju, Alysson Cristian Rocha Souza, da Coordenadoria de Ciências Humanas e Sociais (CCHS). “A eleição de José Neto foi uma vitória com aprendizados. José aprendeu um pouco mais sobre protagonismo, sobre formas de mobilização, sobre a prática da política e do convencimento, de como apresentar uma proposta e de como é importante trabalhar em equipe. Destaco em especial seus colegas do Campus Aracaju e de outras escolas que fizeram a campanha junto com ele. A partir de agora ele entra em uma outra etapa. É o representante do estado e dos estudantes secundaristas no Parlamento Juvenil Mercosul. A responsabilidade será maior e ele terá dois anos de mandato para participar de reuniões, assembleias e viagens para implantar seu projeto sobre a identidade latino-americana. Vejo a eleição de José Neto como uma vitória pessoal e uma vitória do IFS que terão seus nomes presentes na América do Sul”, avalia Alysson Souza.

O professor orientador é aquele que irá orientar o estudante na elaboração do projeto e apoiá-lo na sua implementação durante os dois anos de mandato do jovem parlamentar. Ele deve estimular e promover a participação e o protagonismo do aluno como um caminho para formar cidadãos autônomos, críticos, criativos e com capacidade de transformar o mundo.

PJM

parlamento juvenil mercosul DSC 0797 b 800x600O Parlamento Juvenil do Mercosul é coordenado pela Assessoria Internacional do Gabinete do Ministro da Educação, com apoio e acompanhamento do Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, e do Instituto Internacional para o Desenvolvimento da Cidadania (IIDAC) em sua condução.

O programa quer favorecer e promover o protagonismo juvenil, abrindo espaço para diálogos e discussões acerca de temas ligados à educação, como: inclusão educativa, participação cidadã, direitos humanos, diversidade de raça, etnia e gênero, integração regional e trabalho. Assim, voltados para o tema principal–“O ensino médio que queremos” –, os jovens elaborarão propostas que abordam as necessidades e anseios comuns ao Mercosul.

Podem participar da seleção nacional todos os estudantes regularmente matriculados no 1º ou 2º ano do ensino médio regular ou do ensino técnico integrado ao ensino médio das escolas públicas do país, tanto da rede estadual quanto da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica.


*Com informações do PJM

Baixar projeto completo

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página