Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Itabaiana > Exposição que retrata a história de Itabaiana fica aberta até o dia 14
Início do conteúdo da página
ARTE

Exposição que retrata a história de Itabaiana fica aberta até o dia 14

Escrito por GERALDO BULHOES BITTENCOURT FILHO | Publicado: Sexta, 09 de Novembro de 2018, 09h19

01O projeto é complementar ao trabalho de divulgação da história de Itabaiana feita pelo historiador e membro da Academia Itabaianense de Letras, José de Almeida Bispo

Quem for à biblioteca do Instituto Federal de Sergipe – Campus Itabaiana vai se deparar com a história do pujante município que abriga a segunda maior unidade da instituição no agreste sergipano. A exposição “Itabaiana: sua história em imagens”, do pesquisador e membro da Academia Itabaianense de Letras, José de Almeida Bispo, que teve início ontem, dia 8, e segue até o dia 14, reúne gravuras em desenhos e fotografias que são acompanhados de legendas com a explicação do contexto de cada período. O acesso às obras será aberto aos públicos interno e externo.

O trabalho apresenta 17 painéis. Os nove primeiros remetem a abordagens de temas relativos ao período anterior à invenção da fotografia, e por isso são representados através de mapas e desenhos. A autoria dessas obras é do artista plástico Adilson Lima. Os oito restantes são expostos em formato fotográfico, com produções antigas ou recentes. José de Almeida Bispo, autor da exposição, ressalta a relevância da produção a partir da perspectiva de que história do município é uma matéria ausente nos currículos escolares. “O projeto é complementar ao trabalho de divulgação que eu faço, que já possui um documentário, com cinco episódios temáticos, e um livro de conhecimentos gerais, os quais são fruto de pesquisas em fontes primárias”, aponta José de Almeida.

Biografia

02Pesquisador, historiador, radialista, jornalista e publicitário, José de Almeida Bispo fundou os periódicos Tribuna do Povo (1982) e Serra Shopping (1999-2000). Como radialista, foi cofundador das programações iniciais das emissoras Rádio Capital do Agreste (1987) e Itabaiana FM (1992). Foi colaborador na revista Perfil, de 1997 a 2000. Criou o primeiro portal de Itabaiana na internet, publicado em 26 de março de 2001, e os portais da Câmara Municipal de Itabaiana e da Câmara de Diretores Lojistas (CDL). É autor dos documentários em vídeo da série “Itabaiana, quatro séculos da história de um povo”. É membro-fundador da Academia Itabaianense de Letras, ocupando a cadeira 27, que tem como patronesse a historiadora itabaianense Maria Thétis Nunes.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página