Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser!
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Glória > Campus Glória desenvolve projeto de Educação Ambiental com foco na preservação de abelhas
Início do conteúdo da página
Meio Ambiente

Campus Glória desenvolve projeto de Educação Ambiental com foco na preservação de abelhas

Criado: Terça, 18 de Junho de 2019, 17h28 | Publicado: Terça, 18 de Junho de 2019, 17h28 | Última atualização em Quinta, 10 de Outubro de 2019, 15h51

Escola municipal do Povoado Angico foi a primeira a receber atividade de conscientização

1Educação Ambiental é o ponto chave do projeto “Uso da apicultura e meliponicultura como ferramenta de educação ambiental” que tem como orientador o professor do Instituto Federal de Sergipe/Campus Glória, José Dantas Gusmão Filho. O trabalho tem como objetivo conscientizar a sociedade sobre a importância da preservação das abelhas para a preservação do meio ambiente. Para isso, o projeto tem como público-alvo direto alunos da Educação Básica da rede pública municipal de ensino de Nossa Senhora da Glória. “Nosso intuito é conscientizar as crianças, porém visando também atingir os pais e adultos em geral. Esclarecendo os danos de se arrancar flores, bem como de cortar árvores, usar agrotóxicos nas plantações e especificamente veneno para matar abelhas“, explicou o professor.

4O projeto é dividido em quatro etapas, quais sejam: palestra de conscientização sobre a importância das abelhas como ferramenta de educação ambiental; apresentação dos equipamentos apícolas (macacão, bota, luva, colmeia langstroth sem abelhas, colmeia didática com abelha sem ferrão); atividades lúdicas, pintura artística, desenho em cartolina, música, vídeos; e, entrega de uma muda de moringa.

2Compondo a equipe do projeto, participam as bolsistas Lívia Santana e Ana Grasiella Moraes do 1º ano do curso Técnico Integrado em Agropecuária do Campus Glória, turma 2018.1 com apoio dos discentes da mesma turma, Anielly Santos e Saú Alves. O projeto conta ainda com a co orientação da servidora Andrêzza Castro do Campus Glória e Sarita Campos do Campus São Cristóvão.

Selecionada como ponto inicial do projeto, a Escola Municipal 13 de Maio que está localizada no Povoado Angico atende crianças do Ensino Fundamental. “Foi uma sugestão das próprias bolsistas atuarmos nos povoados, considerando a alta probabilidade de atingirmos um número maior de produtores rurais por meio dos seus filhos, sobrinhos, netos”, destacou o professor.

“Foi uma experiência muito legal, eu estava bem tensa antes da apresentação, pois não imaginava como seria a recepção das crianças, mas me surpreendi com a desenvoltura e interesse deles e também aprendi bastante com eles. Esse contato direto me ajudou, inclusive, a decidir sobre o curso que eu pretendo me graduar: Pedagogia”, comemorou a bolsista Lívia Santana.

02052019 IMG 5044Davi Souza, 9 anos, ficou muito animado com a atividade. “Foi muito bom aprender a preservar o meio ambiente brincando, pintando, ouvindo músicas, assistindo desenhos. As abelhas são muito importantes para nós e para a natureza. Vou contar para a minha mãe e para o meu pai”, contou. “As meninas ensinaram muito, aprendemos muitas coisas e me diverti. Aprendi que não pode tocar fogo nas matas pra não prejudicar as abelhas e todos nós”, complementou Flávia de Jesus, 10 anos.

Para a bolsista Ana Grasiella, a atividade na escola foi uma experiência surpreendente. “A apresentação foi além das minhas expectativas que já eram positivas. Fiquei muito feliz com o envolvimento das crianças observando a nossa palestra e participando ativamente das dinâmicas. Agradeço ao professor Dantas por toda a orientação e por confiar essa grande responsabilidade a nós”.

3O diretor da Escola Municipal 13 de Maio, José Dionaldo de Santana, agradeceu a visita da equipe do projeto. “Foi um prazer enorme receber os profissionais e alunos do IFS, acho fundamental o trabalho em parceria, pois crescemos todos juntos. Espero que possamos atender mais turmas no futuro, pois foi uma experiência muito rica para os nossos alunos aprender sobre preservação das abelhas e do meio ambiente, em geral, de forma tão leve e didática”, destacou o diretor.

Fim do conteúdo da página