Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser!
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Glória > Evento marca o Dia da Consciência Negra no Campus Glória
Início do conteúdo da página
SENSIBILIZAÇÃO

Evento marca o Dia da Consciência Negra no Campus Glória

Criado: Sexta, 29 de Novembro de 2019, 17h18 | Publicado: Sexta, 29 de Novembro de 2019, 17h18 | Última atualização em Sexta, 29 de Novembro de 2019, 17h45

Uma programação diversificada proporcionou reflexões acerca da problemática do racismo na sociedade

Palestra, roda de conversa, arte e gastronomia marcaram o “Vozes Negras, Negras Vozes”, evento alusivo ao Dia da Consciência Negra realizado no Campus Glória no dia 20 de novembro. O evento teve como objetivo promover o debate e a conscientização relacionados ao racismo junto à comunidade interna do campus, contribuindo com a formação de cidadãos com capacidade critica.

3A palestra de abertura do evento foi ministrada pelo técnico em assuntos educacionais Luciano Ferreira que falou sobre o livro “Caminhos de uma escrava da África a Sergipe”, de autoria do mesmo, publicado este ano pela Editora do Instituto Federal de Sergipe - Edifs.

4Na sequência, uma roda de conversa formada por servidores do campus Glória teve como tema “O negro nos espaços de poder”, na qual docentes e técnicos compartilharam suas histórias de vida, situações de racismo, referências e inspirações. Compuseram a mesa a coordenadora de controle docente e discente, Giliane Azevedo, o professor de Sociologia, José Horimo Medeiros, o diretor-geral do Campus Glória, José Henrique dos Santos, a professora Roseane Santos e a assessora de comunicação social e eventos, Andrêzza Castro. A roda de conversa teve como mediadora a professora de História, Mariana Barreto, que intermediou as perguntas dos discentes e servidores presentes.

5“Acho muito importante esse tipo de evento, de conscientização, a roda de conversa com os profissionais do campus esclareceu muitas coisas, sobretudo sobre a temática do colorismo, esse debate entre os alunos é fundamental”, colocou Ana Lídia Santana, aluna do 2º ano do curso Técnico Integrado em Agropecuária.

6O encerramento contou com a apresentação do grupo de percussão Meninos da Comandaroba do município de Laranjeiras, um verdadeiro espetáculo de música, poesia e história da cultura negra. Acarajé e caruru foram servidos para registrar, também pela gastronomia, a riqueza d cultura negra.

7Para a organizadora do evento “Vozes Negras, Negras Vozes”, a assistente de alunos Giliane Azevedo, o evento trouxe a sensação de realização. “Fico feliz por termos conseguido despertar os nossos discentes e servidores para discussões acerca das problemáticas relacionadas ao racismo e também por ver o encantamento de cada um dos presentes com a palestra do nosso colega Luciano Ferreira e a apresentação cultural do grupo de percussão Meninos da Comandaroba”, comemorou a organizadora.

O projeto contou com recursos do Sinasefe Sergipe, mediante projeto aprovado no edital Novembro Negro.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página