Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser!
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Estudantes do IFS são premiados na 16ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP)
Início do conteúdo da página
OLIMPÍADAS DO CONHECIMENTO

Estudantes do IFS são premiados na 16ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP)

Criado: Sexta, 28 de Janeiro de 2022, 12h17 | Publicado: Sexta, 28 de Janeiro de 2022, 12h17 | Última atualização em Segunda, 31 de Janeiro de 2022, 10h20

Onze alunos da instituição receberam menção honrosa

Por: Jaynne Pereira (bolsista de Jornalismo), com supervisão de Monique de Sá

Onze alunos do Instituto Federal de Sergipe (IFS) dos campi: Aracaju, Lagarto, Itabaiana e Estância receberam o prêmio de Menção Honrosa na 16º Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). A olimpíada é ofertada anualmente pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), associação vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e ao Ministério da Educação (MEC). As provas ocorreram em duas fases, sendo a primeira com questões objetivas e a segunda com questões discursivas.

Dos onze alunos premiados, quatro são do Campus Aracaju (Alex Júnior Ferreira da Silva, Eric Leandro Lima Mendonça, Juliana Silva Rocha e Pedro Santos Matias); quatro do Campus Lagarto (Fábio Henrique Lisboa de Souza, Lara Luiza de Oliveira Menezes, Otávio Santana Santos, Victor Gabriel de Santana Santos); dois alunos do Campus Itabaiana (Lucas Gabryel de Jesus Rocha e Maíra Souza Leite) e um aluno campus Estância (Yuri Gabriel dos Reis Souza). Confira a lista completa dos premiados no estado!

obmep yuriO estudante Yuri Gabriel, do curso de Edificações, Campus Estância, ingressou no IFS em 2019 e conta que sempre participou de olimpíadas, a exemplo da Olimpíada Nacional de Ciências (ONC), da Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA), da OBMEP, além de olimpíadas ofertadas pelo próprio Instituto. No entanto, ele afirma que nunca estudou completamente de forma direcionada para essas provas, sempre fez com o intuito de testar seus conhecimentos.

“Acredito que, apesar de ser algo ‘simples’, como uma menção, isso poderá abrir muitas portas no futuro, pois é um reconhecimento do meu esforço. Além disso, existem muitas universidades e até empresas que valorizam muito esse tipo de conquista”, ressalta o garoto.

obmep joseantonioO Campus Estância pôde contar com o professor de Matemática José Antônio de Oliveira Júnior. O docente disse que sempre se interessou em atuar como pesquisador nessa vertente ligada ao ensino, à aprendizagem e à metodologia para o ensino da Matemática. Sobre a preparação dos alunos para a olimpíada José detalha que: “Os alunos são incentivados por meio de pontuação em um dos quatro bimestres do período letivo. Temos a divulgação e inscrição de todos os alunos do campus, além dos incentivos no decorrer das aulas ministradas pelos professores de Matemática durante o ano para que os discentes participem e se comprometam com a aprendizagem dos conteúdos”.

José também é membro de um grupo de pesquisa relacionado a Linguagens, Inclusão e Tecnologia na linha de pesquisa de Linguagens para o ensino de Ciências Matemáticas. Ele destaca como a olimpíada pode ajudar na aprendizagem dos alunos envolvidos: “No desenvolvimento de competências e habilidades para a resolução de problemas matemáticos mediante o desenvolvimento do raciocínio lógico-matemático, despertando o espírito de competitividade, tomada de decisão, investigação e julgamento de valor, ressaltando a importância desta disciplina para a vida”.

“Mérito dos alunos”

obmep janissonO professor de Matemática Janisson Fernandes é quem, atualmente, articula as etapas da OBMEP no Campus Itabaiana. Janisson busca sempre participar de eventos e cursos voltados para olimpíadas. O docente já envolveu-se em um curso de aperfeiçoamento voltado ao treinamento de professores para trabalhar problemas olímpicos com os alunos, sendo ofertado pelo IMPA. E em 2019 participou da 2ª fase da Olimpíada Internacional de Matemática dos Institutos Federais (OMIF), acompanhando um estudante no evento em Campos dos Goytacazes (Rio de Janeiro) e participando in loco como corretor da prova.

O docente revela que devido à pandemia, a preparação e o planejamento para as olimpíadas foram totalmente comprometidos. Janisson pretendia fazer semanalmente encontros para resolução de exercícios específicos para a competição, mesmo assim, tanto ele quanto outros professores trabalharam problemas contextualizados para estimular o raciocínio do aluno.

“Procuramos sempre estimular a resolução de problemas. E além de problemas contextualizados, a gente sempre põe questões um pouco mais ‘fora da caixinha’. Procuramos dar um conhecimento amplo, uma formação mais geral para os estudantes. Esta premiação com menção honrosa foi puro mérito dos alunos. Nós enquanto escola fizemos a questão do encaminhamento, entrega do material, sempre os motivando”, afirma Janisson.

 Agreste sergipano na OBMEP

obmep mairaA aluna premiada Maíra Souza Leite, do Campus Itabaiana, diz que sempre se dedicou bastante aos estudos e contou como vem se preparando para as chamadas olimpíadas do conhecimento. “O IFS tem me proporcionado muitas coisas boas, diversas oportunidades que até então eu nunca tive. Eu sou grata demais por tudo isso! Apesar de logo no início ter sido um grande desafio pra mim, pelo fato de ser uma realidade totalmente diferente do que eu estava ‘acostumada’. Desde o ensino fundamental sempre competi em olimpíadas. Com o passar dos anos venho adquirindo conhecimento, tanto com os acertos e mais ainda com os erros. Fico orgulhosa de mim mesma”.

Maíra concluiu ressaltando a importância do prêmio para a sua vida pessoal e estudantil. “É algo significante para mim, tanto na minha vida acadêmica, quanto na pessoal, porque me proporcionou mais conhecimentos. Eu fiz meu nome, dei o meu melhor, e é mais uma bagagem a ser carregada, mais um ‘conteúdo’, e sei que lá na frente vai me ajudar em algo”, finaliza a estudante.

registrado em:
Fim do conteúdo da página