Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser!
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Socorro > Campus Socorro é ponto de vacinação contra Covid-19 para adolescentes de 12 a 17 anos
Início do conteúdo da página
VACINA SIM!

Campus Socorro é ponto de vacinação contra Covid-19 para adolescentes de 12 a 17 anos

Criado: Quinta, 30 de Setembro de 2021, 09h58 | Publicado: Quinta, 30 de Setembro de 2021, 10h12 | Última atualização em Terça, 05 de Outubro de 2021, 12h48

Em parceria com a Prefeitura, unidade de ensino oferece instalações para população socorrense

FRANCISCOALUNOPor: Monique de Sá

Em tempos pandêmicos, o Instituto Federal de Sergipe (IFS) vem cumprindo sua missão social e abre suas portas para os residentes do município de Socorro. Desde o início da campanha de vacinação contra Covid-19, o Campus Socorro abriu suas instalações e vem recebendo os socorrenses, a fim de que possam tomar as doses da vacina contra a doença. A iniciativa é fruto de uma parceria entre a unidade de ensino com a Prefeitura Municipal e visa auxiliar na ampliação do quantitativo de postos de vacinação na cidade.

O Campus, como local de vacinação, está aberto de segunda a sexta, no horário das 8h às 12h e das 13h às 16h, sendo este atualmente um ponto voltado exclusivamente para o atendimento de jovens (12 aos 17 anos). Até o momento, 31 servidores do IFS Socorro receberam sua dose de esperança, além de pessoas residentes na cidade, e um número expressivo de estudantes do próprio Instituto, que vem aderindo à campanha.ADOLESCENTES SOCORRO

Poderá receber a vacina o adolescente que estiver acompanhado do pai/mãe ou responsável legal. Os jovens devem estar munidos ainda de RG, CPF, comprovante de residência em nome do responsável legal, cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e cartão de vacinação.

Segundo o diretor-geral do campus, José Franco de Azevedo, muitos alunos estão comparecendo à unidade de ensino para tomar a vacina. Entretanto, como existem outros postos de vacinação no município, alguns informaram que receberam a imunização em outros locais próximos às suas moradias.

“O IFS, desde o início da pandemia, tem envidado todos os esforços para mitigar os problemas causados pela doença aos nossos estudantes e seus familiares. Nesse sentido, essa ação visa auxiliar na ampliação da capilaridade dos postos de vacinação para que o mais breve possível possamos retornar às nossas atividades educacionais presencialmente”, ressalta Franco.

Um desses estudantes beneficiados foi Francisco Lopes, 16 anos, do curso de Manutenção e Suporte em Informática. Ele esteve na tarde de ontem, 29, no campus e pôde receber sua tão aguardada primeira dose. “Estava muito ansioso! Queria me prevenir o quanto antes do vírus, apesar de que ainda falta a segunda dose. Espero que em breve possamos retornar com nossas aulas presenciais. Gosto muito do campus, então foi bom voltar para me vacinar”, relata o garoto. SOCORRO PONTO VACINAÇÃO

Além de oferecer suas instalações como ponto de vacinação, o Campus Socorro vem desenvolvendo outras atividades em paralelo. Em alusão ao mês da árvore, por exemplo, está sendo realizado o plantio de mudas da Mata Atlântica por membros da comunidade acadêmica. A iniciativa é voltada para o meio ambiente e visa conscientizar as pessoas sobre o desmatamento recorrente no Brasil.

No mês de prevenção ao suicídio, o Setembro Amarelo, a unidade está sendo sede para capacitação de agentes de saúde, visando prepará-los na identificação e percepção de sinais de pessoas com ideação suicida.

Visita institucional

Quem esteve de perto acompanhando as ações realizadas no campus, foi a reitora do IFS, Ruth Sales. A convite do diretor-geral, José Franco de Azevedo, ela pôde conferir a campaAPRESENTAÇÃO ACOESnha de vacinação que acontece dentro da unidade, além de ser apresentada a outras iniciativas que ocorrem na instituição.

“Além de trabalharmos em prol do nosso tripé: ensino, pesquisa e extensão, nós também temos como proposta a transformação social e isso perpassa pelas ações que o Instituto desenvolve junto à comunidade. Ter o Campus Socorro como espaço físico como ponto de vacinação contribui para redução dos casos da doença e nos auxilia para que no retorno presencial, no qual estamos trabalhando, nossos alunos voltem vacinados”, diz a reitora.

A gestora ainda lembra que uma Comissão foi formada para discutir um retorno das atividades presenciais de forma gradativa e restrita. “A previsão é que em outubro, nós voltaremos com os estágios, os cursos de pós-graduação, com o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid), com o Programa Residência Pedagógica e com as aulas práticas (em casos estritamente necessários). É importante que haja esse tempo maior para que nossos jovens possam ser vacinados e, de forma gradual, possamos retornar às aulas presenciais”, conclui.

Estiveram presentes na visita institucional: o diretor-geral do Campus Socorro, José Franco de Azevedo; a gerente de ensino, Cláudia Cardinale; o pró-reitor de Desenvolvimento Institucional, José Espínola; e o diretor-geral do Campus lagarto, José Osman dos Santos.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página