Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser!
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Saiba como continuar a preparação para o Enem de casa
Início do conteúdo da página
QUARENTENA

Saiba como continuar a preparação para o Enem de casa

Criado: Segunda, 04 de Mai de 2020, 08h00 | Publicado: Segunda, 04 de Mai de 2020, 08h00 | Última atualização em Terça, 05 de Mai de 2020, 12h03

Ministério da Educação ainda não adiou as provas e especialistas alertam que é necessário manter o ritmo de estudos 

Por Adrine Cabral

ENEM MatériaO ano de 2020 está sendo peculiar para toda a sociedade, que precisou se adaptar em diversas áreas diante do cenário de pandemia do novo coronavirus (Covid-19), seja no trabalho ou na escola. Se para diversos outros momentos escolares a orientação é a de manter um ritmo de estudos que seja possível em casa, para quem está em fase de preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a preocupação é constante. Isso porque o Ministério da Educação ainda não alterou – até o momento – as datas das provas, que estão previstas para os dias 1º e 8 de novembro de 2020.  

Como, na atual conjuntura, a educação online do IFS está direcionada à revisão dos conteúdos já trabalhados em sala de aula, a pedagoga Jéssica Andrade, do Campus Glória, indica que o estudante e candidato ao Enem utilize uma parte de seu tempo no isolamento social para consolidar esses assuntos que já foram passados, revisando-os e aprimorando o conhecimento. Nesse sentido, cada um deve descobrir seu ritmo de estudo e condições externas favoráveis à sua concentração.

“É importante experimentar os turnos para entender em qual você consegue se concentrar melhor e render mais nos estudos. Busque essa autoavaliação, pois não existe uma fórmula para todos. Se conhecer no momento de estudo é algo que as escolas não ensinam, mas é importante buscar desde já, quando se é jovem, para seguir um ritmo melhor aproveitado”, aconselha a pedagoga do IFS. 

Do ponto de vista de organização dos assuntos, Jéssica Andrade orienta o estudante a planejar o que vai estudar, com metas realistas, e começar pelos assuntos que possui menos domínio. “Sair da zona de conforto é uma boa dica, pois assim é possível abrir horizontes sobre aquilo que lhe parecia mais distante e até associar com os conteúdos que você gosta. Não se atenha somente àquilo que você já domina, vá além”, ressalta.

E mais: a pedagoga frisa que, muito além do Enem, o estudante busque o conhecimento para a sua vida, para seu futuro profissional e pessoal. “Como disse Paulo Freire, é a educação como prática para a liberdade, afinal o conhecimento que adquirimos é um bem de grande valia que não nos é retirado após uma prova. Estude para ela e para além dela”, convoca Jéssica Andrade.

Letras e redação

Disciplinas fundamentais para qualquer escolha de curso após o Enem – e para a vida -, Português e Redação devem ser levadas em conta na hora de montar um cronograma de estudos em casa. Isso porque, de acordo com a professora de Língua Portuguesa do Campus Estância, Jocelaine Oliveira, são conhecimentos que nós aprimoramos através da prática. “Redação, por exemplo, é importantíssimo que o aluno esteja constantemente exercitando, pois à medida em que o indivíduo escreve é que consegue perceber a construção de frases, revisar a ortografia, verificar a coerência e a coesão e analisar a progressão textual”, indica a docente.

A principal dica da professora Jocelaine é buscar na internet o conteúdo das redações que tiraram nota mil das edições anteriores do Enem. “Vale analisar como elas foram construídas, sua estrutura (parágrafos de introdução, desenvolvimento e conclusão), qual foi a proposta de intervenção e, assim, perceba a qualidade desses textos e melhore os seus próprios”, ressalta. Quanto às estratégias e soluções de apoio para auxiliar nessas práticas, a docente ressalta que há vários sites e blogs que ajudam o estudante.

No IFS, muitos professores de línguas, sejam elas Português, Inglês e Espanhol, desenvolveram e estão executando diversas estratégias com o auxílio da tecnologia, como as tão populares ‘lives’ e o uso de perfis nas redes sociais para postar dicas e interagir com os interessados.  Jocelaine e o professor de Inglês do Campus Estância, Tiago Barbosa, por exemplo, administram o @saladelinguagens no Instagram.

Ciências Exatas

Na análise de Antônio José de Jesus Santos, professor de Física do Campus São Cristóvão, adiando-se ou não as provas do Enem, é fundamental que o aluno mantenha o ritmo de estudos, pois assim ele exercita o cérebro para a compreensão de temas mais complexos e mais fácil será quando retornarem as aulas. “A estratégias é criar uma rotina de estudos, estabelecendo um horário, revisando disciplinas difíceis e fáceis. Outra dica é procurar um local silencioso e ficar longe das redes sociais quando estiver estudando. Cuidado com a alimentação, mantenha-se bem hidratado e procure dormir bem”, indica.

Para auxiliar na tarefa de aprimorar os estudos durante o isolamento social, o professor Antônio indica o uso de ferramentas como o Google Classroom, em que o docente pode interagir com o aluno de diversas formas, além de videoaulas no Youtube. “Um dos canais que indico nessa plataforma é o ‘Youtube Edu’, com aulas de especialistas em diversas áreas. Para provas, há o ‘AppProva’, com provas reais de concursos anteriores; e o ‘Física Interativa’ que se dedica a questões dessa disciplina”, detalha o professor.

Por fim, é importante se cuidar para evitar a ansiedade e outras sensações que acometam o estudante durante esse período. Para quem está se sentindo sobrecarregado ou angustiado diante da incerteza desse cenário de pandemia e de como será realmente a aplicação das provas do Enem, a pedagoga Jessica Andrade indica viver um momento de cada vez, estudar com calma e no seu tempo, pois a situação é complicada e os períodos de concentração, mesmo que curtos, já são uma vitória.

USE A TECNOLOGIA A SEU FAVOR

Infografico

registrado em:
Fim do conteúdo da página