Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser!
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Trabalho e estudo em casa exigem atenção para evitar lesões
Início do conteúdo da página
QUARENTENA

Trabalho e estudo em casa exigem atenção para evitar lesões

Criado: Terça, 23 de Junho de 2020, 10h41 | Publicado: Terça, 23 de Junho de 2020, 10h41 | Última atualização em Quinta, 25 de Junho de 2020, 11h38

Posições erradas podem causar dores momentâneas e até problemas a longo prazo. Saiba como evitar

Por Adrine Cabral

Teletrabalho CapaDesde o dia 18 de março, alunos e servidores do Instituto Federal de Sergipe (IFS) estão realizando suas atividades escolares e trabalhando em casa. São três meses se adaptando psicológica e fisicamente a uma situação atípica que já é denominada como “novo normal”. Sendo pegos inicialmente de surpresa, muitos adaptaram espaços provisórios para trabalhar e estudar, e já sofrem as consequências de posições erradas em que permaneceram por várias horas e diversos dias. Mas há como evitar lesões e até tratar casos leves.

Segundo Danieli Moreira, fisioterapeuta do IFS, um dos mais comuns agentes de risco ocupacional é o ergonômico, caracterizado por fatores como postura inadequada, esforço físico, ritmo intensivo, levantamento de peso, repetitividade e postura estática. “Todos esses fatores predispõem a lesões no sistema que compõem os ossos e os músculos, podendo trazer consequências como as doenças relacionadas ao trabalho (DORT), geralmente lesões por esforço repetitivo (LER)”, relata.

As principais lesões relacionadas ao teletrabalho (também chamado atualmente de home office), segundo a fisioterapeuta, são as cervicalgias (dores no pescoço), lombalgias (dores na coluna lombar), tendinites e bursites (inflamação e dor nos tendões e bursas, respectivamente), causadas pela manutenção de posturas estáticas e mobiliário inadequado.

Prevenção

Idade, condição física, habilidade funcional/processual e tempo de exposição à atividade de trabalho são potencializadores do risco ergonômico, segundo a fisioterapeuta Danieli. “Portanto, a prevenção do risco se baseia em quatro principais atividades: preparo físico, correção postural, treino de habilidade e pausas compensatórias”, orienta a especialista. Sobre o preparo físico, a fisioterapeuta indica a atividade física regular, com duração de uma hora, por cinco vezes na semana, e que envolva alongamento e fortalecimento.

Já a correção postural é a educação postural do servidor e do aluno (perceber quando está errado e buscar a correção), além da adequação do mobiliário de trabalho. Quanto ao treino de habilidade, no caso do teletrabalho e dos estudos em casa, envolve principalmente a capacidade de manutenção da postura sentada e digitação. Por fim, as pausas compensatórias são paradas estratégicas a cada turno com duração média de 15 minutos para alongamentos e adoção de posturas compensatórias.

Veja alguns exercícios laborais (alongamentos) que podem ser feitos antes de começar seu trabalho ou estudo, ou mesmo nas pausas.

AlongamentoAtendimento médico

Caso você já esteja com alguma dor em ossos ou músculos, seja por estudar e trabalhar em casa, ou mesmo por alguma outra atividade, a orientação da fisioterapeuta Daniele Moreira é a de buscar atendimento médico, preferencialmente ortopédico, lembrando dos cuidados preventivos contra a Covid-19 ao sair de casa: usar máscara, higienizar as mãos e evitar aproximação de outras pessoas.

“No caso de dor leve ou mediana persistente, não limitante, pode buscar o atendimento eletivo (agendamento de consulta). Já se a dor for forte e limitante, que exigem cuidado intensivo imediato, é necessário buscar o atendimento de urgência. Mesmo em situação de pandemia, outros problemas de saúde devem ser tratados também, com o devido cuidado para evitar o contágio”, ressalta.

Postura

 

Pescoço

Celular

Veja que na flexão de 60º a cabeça impõe uma carga de aproximadamente 27 kg sobre a coluna cervical. Manter esta postura por longo tempo predispõe a inflamação e dor muscular na região de pescoço, ombros e escápulas.

Preste sempre atenção em adotar uma postura neutra da cabeça, alinhada com o corpo, para diminuir a tensão nas articulações e músculos das costas.

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página