Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Mais Comunicados > Pavilhão "S" do campus Aracaju é interdidato para reparo de danos estruturais
Início do conteúdo da página
AÇÃO PREVENTIVA

Pavilhão "S" do campus Aracaju é interdidato para reparo de danos estruturais

Escrito por MARINEIDE BONFIM BASTOS | Criado: Sexta, 11 de Maio de 2018, 11h18 | Publicado: Sexta, 11 de Maio de 2018, 11h18 | Última atualização em Sexta, 11 de Maio de 2018, 12h03

A medida foi tomada após vistoria de rotina realizada por profissionais da Coordenadoria de Assistência a Manutenção . Os alunos não ficarão prejudicados, pois as turmas foram remanejadas para outras salas de aula no próprio campus

DSC 0140 800x600Por medida de segurança, a direção geral do Campus Aracaju do Instituto Federal de Sergipe, em ação conjunta com a Diretoria de Administração e Diretoria de Obras e Projetos (Dipop), decidiu na tarde de quinta-feira (09) interditar o pavilhão "S" que abriga oito salas de aula. Durante um serviço de manutenção, técnicos do IFS constataram abalo na estrutura de madeira do telhado. Com isso, as turmas foram transferidas para outras salas de aula no próprio campus e os alunos não terão nenhum prejuízo acadêmico.

De acordo com o diretor geral, professor Elber Gama, o processo para contratação da empresa que fará o serviço de correção da estrutura do telhado já foi iniciado pela Diretoria de Administração e, estima-se um tempo mínimo de 120 dias para conclusão da obra. Para enfrentar a situação emergencial gerada pela necessidade técnica de interdição das salas “S”, diversos setores foram acionados e adotaram as medidas que lhes cabiam para possibilitar a continuidade normal das aulas.

DSC 0142 b 800x600Além da Direção Geral, Diretoria de Administração e Diretoria de Obras e Projetos (Dipop), estiveram envolvidas nesta ação a Diretoria de Ensino (DEN), Gerência de Ensino Técnico (GET), Gerência de Graduação (GGRAD), Coordenadoria de Horário Escolar e coordenadorias de curso. “ A medida adotada visa estrita e responsavelmente preservar a integridade física de toda a comunidade”, explica professor Elber.

Embora toda a estrutura do telhado de madeira esteja em perfeitas condições, os técnicos observaram inclinação de algumas vigas que sustentam os caibros, indicando risco de escorregamento e abalo da estrutura de madeira que suporta as telhas. O peso do telhado e a ação climática podem ter gerado o desnivelamento de alguns pontaletes.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página