Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser!
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > IFS e UFRN firmam convênio para realização de Doutorado Interinstitucional
Início do conteúdo da página
PÓS-GRADUAÇÃO

IFS e UFRN firmam convênio para realização de Doutorado Interinstitucional

Criado: Quarta, 11 de Mai de 2022, 12h40 | Publicado: Quarta, 11 de Mai de 2022, 12h40 | Última atualização em Quarta, 11 de Mai de 2022, 12h40

O curso de doutorado ofertará 21 vagas, será interdisciplinar e receberá candidatos de quaisquer áreas de conhecimento

capa prodemaUma articulação entre o Instituto Federal de Sergipe (IFS) e o Programa de Pós-graduação Regional de Desenvolvimento e Meio Ambiente (Prodema) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) ofertará aos docentes do Instituto um Doutorado Acadêmico Interinstitucional em Meio Ambiente (DINTER/IFS). A proposta foi construída juntamente entre as instituições de ensino ao longo de 2021 e início de 2022, quando foi firmado o convênio para realização do curso de pós-graduação.

O curso de doutorado ofertará 21 vagas, será interdisciplinar e receberá candidatos de quaisquer áreas de conhecimento, desde que o projeto de pesquisa seja na área de concentração: Desenvolvimento e meio ambiente e suas linhas de pesquisa. A iniciativa será destinada exclusivamente para docentes do IFS, que tenham título de mestre. Em breve o edital será lançado nos canais oficiais das instituições.

A demanda a ser atendida com o Programa de Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente no IFS são potencialmente mestres distribuídos nas mais diversas áreas de conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas (40%), Ciências Exatas e da Terra (20%), Engenharias (20%), Linguística, Letras e Artes (5%), Ciências Humanas (10%), Ciências Biológicas (3%) e Ciências da Saúde (2%).

Segundo a pró-reitora de Pesquisa e Extensão do IFS (Propex), Chirlaine Gonçalves, o doutorado trará uma série de resultados diretos e positivos para a instituição. “Podemos citar como exemplo: aumento do número de docentes doutores; ampliação do número de projetos de iniciação científica e tecnológica vinculados a órgãos de fomento que somente aceitam doutores como coordenadores; e fortalecimento dos grupos de pesquisa existentes voltados às questões do Meio Ambiente e suas áreas correlatas e interdisciplinares”, ressalta.

Com a iniciativa de qualificação profissional através do DINTER, o IFS gerará impactos na região com a formação docente que auxiliará na melhor compreensão das relações entre sociedade, natureza e sustentabilidade, promovendo planejamento, gestão e políticas públicas socioambientais, com o desenvolvimento de tecnologias para o desenvolvimento sustentável. Buscando, assim, o equilíbrio com as questões sociais e econômicas, gerando emprego e renda e fortalecendo a identidade de um povo e as instâncias de governança.

Para o diretor de Pesquisa e Pós-graduação do IFS, Jaime Barros Neto, a iniciativa será importante também pois fomentará a participação dos novos doutores nos Programas de Pós-graduação Stricto Sensu e Lato Sensu da instituição. “Além disso, promoverá ampliação da realização de pesquisas e publicações técnicas e científicas que contribuam para o desenvolvimento da região; e, por fim, a ampliação da massa crítica de pesquisadores na área de Meio Ambiente”.

Live de apresentação

PROPEX Apresentação DINTER PRODEMA Redes SociaisNa próxima terça, 17, toda a comunidade do IFS está convidada para participar, no canal oficial do IFS no YouTube, a partir das 9h, de uma live de apresentação do Doutorado Interinstitucional do Prodema, contando com a participação da coordenadora-geral do Doutorado da Rede, Viviane Amaral, da UFRN e toda a equipe de Pesquisa da Propex.

Próximos passos: doutorado para os TAEs

A pró-reitora de Pesquisa e Extensão do IFS (Propex), Chirlaine Gonçalves, ressalta que infelizmente o doutorado interinstitucional não contempla os Técnicos Administrativos em Educação (TAEs), por ser uma normativa interna do próprio Prodema. “Estivemos recentemente em diálogo com o Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) e outros institutos, e foi fechada uma proposta de Doutorado em Rede em Uso Sustentável dos Recursos Naturais”, diz.

Segundo a gestora, essa proposta será submetida pelo IFS em agosto deste ano para a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e assim poderá ser realizado um curso de doutorado que contemple também os TAEs.

registrado em:
Fim do conteúdo da página