Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Reitoria > Contrato para retomada das obras do Campus Glória foi assinado hoje, 21
Início do conteúdo da página
INFRAESTRUTURA

Contrato para retomada das obras do Campus Glória foi assinado hoje, 21

Escrito por GERALDO BULHOES BITTENCOURT FILHO | Publicado: Sexta, 21 de Setembro de 2018, 14h30

1A conclusão dos trabalhos está prevista para outubro de 2019

Na manhã de hoje, 21, o reitor do Instituto Federal de Sergipe (IFS), Ailton Ribeiro de Oliveira, assinou o contrato com a CSG Engenharia, empresa vencedora da licitação, para retomada das obras do Campus Glória, que desde 2011 funciona no município em sede provisória. O investimento realizado na construção alcança a marca de R$ 3 milhões. A previsão é a de que os trabalhos sejam iniciados no dia 1º de outubro e que a conclusão aconteça em até 12 meses.

2De acordo com Paulo Luís Sousa, proprietário da CSG Engenharia, serão executadas, de início, a limpeza do espaço, bem como a revisão de piso, cobertura e esquadrias. O contrato prevê pavimentação, instalação elétrica, pintura, cerâmica e instalações. “Temos mais de 20 anos no mercado e já entregamos obras para o Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal e os Institutos Federais da Bahia e Baiano”, garante Paulo Luís Sousa.

Após a entrega da obra pela nova empresa, o IFS iniciará a etapa na qual viabilizará questões como cabeamento estruturado, infraestrutura de mobiliário, além de parceria com o Poder Público para pavimentação asfáltica da rua que dá acesso à unidade, que fica localizada no povoado Piabas, distante quase 5 quilômetros da atual sede. A sede definitiva terá mais de 6 mil m2 de construída e contará com 12 salas de aula, cantina, área administrativa, espaço de vivência, auditório, biblioteca, 5 laboratórios e uma mini-indústria.

Importância

3O município de Nossa Senhora da Glória pertence à microrregião sergipana do Sertão do São Francisco, que abrange outros oito municípios e possui cerca de 150 mil moradores. Com vocação de mercado ligada à extração do leite, a cidade possui demanda para qualificação nas áreas ligadas à agropecuária. Atualmente, a instituição oferta cursos nas modalidades integrada em Agropecuária, subsequente em Alimentos e de nível superior em Laticínios.

De acordo com o diretor geral do Campus Glória, José Henrique Dias dos Santos, uma nova sede demandará a realização de estudo de mercado para um projeto de ampliação do número de cursos e de vagas. “Teremos capacidade para receber 1.200 alunos em três turnos e ampliar, por exemplo, a quantidade de professores: hoje temos 22 e podemos chegar a até 60”, aponta o diretor.

 

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página