Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Aracaju > Olimpíada Brasileira de Robótica está com inscrições abertas para etapa estadual
Início do conteúdo da página
EVENTO CIENTÍFICO

Olimpíada Brasileira de Robótica está com inscrições abertas para etapa estadual

Escrito por MARIA DO SOCORRO LIMA | Criado: Quarta, 24 de Abril de 2019, 17h31 | Publicado: Quarta, 24 de Abril de 2019, 17h31 | Última atualização em Quarta, 24 de Abril de 2019, 18h20

A etapa estadual do evento será realizada em duas fases da modalidade teórica e uma prova prática realizada no Instituto Federal de Sergipe - campus Aracaju, instituição que sedia o evento no estado desde a primeira edição

Destinada a estudantes de escolas públicas ou privadas do ensino fundamental, médio ou técnico, no âmbito do território nacional, a Olimpíada brasileira de robótica (OBR) está com inscrições abertas até 17 de maio, em sua edição 2019. Para participar nas modalidades teórica e prática, o interessado deve realizar sua inscrição gratuitamente por meio do sistema Olimpo, www.sistemaolimpo.org até 17.5.2019.

Existem duas etapas de inscrição: o cadastro do aluno por meio do sistema Olimpo e a inscrição do aluno, efetuada pelo professor tutor responsável pelo aluno, que deve vincular o estudante à modalidade a qual ele irá participar. Veja o manual de inscrição.

Os candidatos podem participar das etapas teóricas e prática, porém, podem se inscrever também para uma das fases apenas: teórica ou prática. Acesse também o site da OBR para obter informações completas sobre os procedimentos a fim de efetuar a inscrição.

Na modalidade teórica, o evento possui duas fases: a primeira ocorrerá no dia 7 de junho de 2019, nas escolas participantes, com horários a serem definidos pelo professor orientador do aluno. A segunda fase da prova teórica será realizada no dia 23 de agosto, no Instituto Federal de Sergipe, campus Aracaju, instituição que sedia a OBR desde sua primeira edição, em 2007.

A comissão organizadora da etapa estadual é formada pelo professor Renan Oliveira Silva que responde como coordenador geral e pela professora Leila Buarque Couto de Matos, vice-coordenadora do evento, docentes da coordenadoria do curso técnico de Eletrônica (COELN), do campus Aracaju.

A modalidade prática da competição científica será realizada entre 27 a 30 de agosto no IFS, campus Aracaju, das 8 às 17h.

Histórico

A Olimpíada brasileira de robótica (OBR) é uma das competições brasileiras que se utilizam da robótica como temática, teve sua primeira edição realizada em 2007 e, de lá para cá, seu objetivo principal é estimular os jovens às carreiras científico-tecnológicas, identificar cidadãos talentosos e promover debates e atualizações no processo de ensino-aprendizagem.

Destinado a estudantes do ensino fundamental, médio e técnico de instituições públicas ou privadas, a OBR é uma iniciativa pública, gratuita e sem fins lucrativos, que tem recebido apoio de instituições como o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

A OBR é realizada por meio de suas fases teóricas e prática e mesmo os estudantes que não tiveram contato ainda com a robótica podem se inscrever para participarem da competição.

Segundo a coordenação nacional do evento, divulgar a robótica, suas aplicações, possibilidades, produtos e tendências, é uma forma de estimular a formação de uma cultura associada ao tema tecnológico, proporcionando a formação de um cidadão que se relacione melhor com a tecnologia e também a formação de um mercado consumidor consciente e, portanto, exigente para produtos tecnológicos, no país, nos próximos anos.

Resultados obtidos

Para os organizadores nacionais e locais, a robótica como temática tem permitido o surgimento de um novo leque de atividades práticas construtivas. Kits robóticos têm sido frequentemente utilizados em escolas de ensino fundamental a universidades, com excelentes resultados e mudança de paradigma para o aprendizado baseado na experimentação, trabalho em grupo e motivação dos alunos.

Experiências relevantes durante a realização do evento têm demonstrado, para os organizadores, que a robótica pode atuar como atividade de inclusão, não apenas no uso da tecnologia digital, mas socialmente, o que leva estudantes a se integrarem de maneira efetiva à comunidade escolar e à sociedade. A robótica tem sido utilizada como ferramenta para o ensino de conteúdos transversais, como ciências, física, geografia, história, matemática e português.

Com informações do site oficial da OBR.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página