Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Destaque > Mulheres ganham mais nas áreas de química, engenharia, educação, multimídia e gestão
Início do conteúdo da página
PESQUISA

Mulheres ganham mais nas áreas de química, engenharia, educação, multimídia e gestão

Escrito por GERALDO BULHOES BITTENCOURT FILHO | Publicado: Segunda, 10 de Dezembro de 2018, 09h50

CAPAEntre as áreas pesquisadas, a maior disparidade em favor das mulheres foi observada no setor de Produção de Indústrias Químicas, Petroquímicas, Refino de Petróleo e Gás

O Núcleo de Análises Econômicas (Naec) do Instituto Federal de Sergipe (IFS) lançou o Mapa das Profissões dos Técnicos de Nível Médio em Sergipe. A pesquisa constatou que 17 áreas ligadas a química, engenharia, educação, multimídia e gestão remuneram mais as mulheres - a maior disparidade foi observada no setor de Produção de Indústrias Químicas, Petroquímicas, Refino de Petróleo e Gás: a diferença remuneratória foi de R$ 1.279,54 a mais para o sexo feminino. Os dados da publicação revelam os vínculos ativos em 31 de dezembro de 2016.

mapa capaA pesquisa desenvolvida pelo Naec abrangeu as 115 áreas elencadas pelo Ministério do Trabalho (MTE) por meio da Classificação Brasileira de Ocupações (CBO). De acordo com Rodrigo Melo Gois, economista do Naec, o documento tem o objetivo de retratar a situação das profissões no mercado de trabalho. “Não com um fim em si mesmo, mas para que sirva de subsídio à tomada de decisões que impactem a vida das pessoas e das instituições”, explica o autor.

Entre as 17 áreas técnicas com remuneração maior para as mulheres, a de Produção, Conservação e de Qualidade de Alimentos também possui a maior quantidade de vínculos ativos em favor delas. Das 143 vagas, a maior parte no setor de serviços, 125 delas empregam mulheres, uma diferença percentual de 178%. Por outro lado, há áreas nas quais há prevalência de homens empregados, mas com remuneração maior paras as mulheres – a maior delas foi observada na área de Operação de Registro Sonoro/Audiovisual: as mulheres recebem cerca de R$ 1.500 a mais, apesar de ocuparem 65 postos de trabalho a menos em Sergipe.

Ainda é pouco

professorApesar de figurarem no topo remuneratório em algumas áreas, percentualmente as mulheres ainda recebem menos que o sexo oposto no ranking geral: são 17 áreas que as remuneram melhor em um universo de 115 grupos pesquisados, apenas cerca de 20% do total. No IFS, são ofertados cursos profissionalizantes em praticamente todas as áreas cujas mulheres são mais valorizadas, como as de Alimentos, Química, Informática e Edificações.  

A área que mais bem remunera as mulheres em relação aos homens, a de Petróleo e Gás, é uma das que fazem parte do catálogo de cursos do IFS. João Vicente do Nascimento, professor do curso ofertado no Campus Aracaju, explica que os alunos têm a oportunidade de estudar toda a cadeia do petróleo durante a permanência na instituição. “Eles vêem a prospecção e a formação do petróleo. Em seguida, a produção, o processamento, o refino, a comercialização e a distribuição”, aponta.

Áreas que remuneram mais as mulheres:

Técnicos de Produção de Indústrias Químicas, Petroquímicas, Refino de Petróleo, Gás e afins
5 profissionais com vínculo ativo
Homens, 4 vínculos: R$ 2.370,75
Mulheres, 1 vínculo: R$ 3.650,29

Desenhistas Técnicos, em geral
18 profissionais
Homens, 21: R$ 3.015,64
Mulheres, 8: R$ 3.064,14

Desenhistas Técnicos da Construção Civil e Arquitetura
28 profissionais
Homens, 30: R$ 1.969,20
Mulheres, 18: R$ 2.137,91

Técnicos em Biologia
7 profissionais
Homens, 2: R$ 1.813,36
Mulheres, 5: R$ 1.879,09

Técnicos em Produção, Conservação e de Qualidade de Alimentos
143 profissionais
Homens, 18: R$ 1.771,07
Mulheres, 125: R$ 2.456,71

Professores de Nível Médio na Educação Infantil
1.295 profissionais
Homens, 90: R$ 1.111,76
Mulheres, 1.205: R$ 1.298,16

Instrutores e Professores de Cursos Livres
378 profissionais
Homens, 444: R$ 1.070,86
Mulheres, 191: R$ 1.238,46

Pilotos de Aviação Comercial, Mecânicos de Voo e afins
4 profissionais
Homens, 7: R$ 2.028,34
Mulheres, 1: R$ 2.768,16

Técnicos em Transportes Rodoviários
175 profissionais
Homens, 163: R$ 2.158,42
Mulheres, 12: R$ 2.634,89

Compradores
241 profissionais
Homens, 163: R$ 3.069,50
Mulheres, 78: R$ 3.128,24

Corretores de Seguros
4 profissionais
Homens, 3: R$ 1.319,06
Mulheres, 1: R$ 1.366,01

Corretores de Imóveis
17 profissionais
Homens, 7: R$ 2.398,65
Mulheres, 10: R$ 2.412,30

Operadores de Rede de Teleprocessamento e afins
19 profissionais
Homens, 17: R$ 3.385,73
Mulheres, 2: R$ 4.040,02

Técnicos de Operação de Registros Sonoro/Audiovisuais
117 profissionais
Homens, 91: R$ 2.392,06
Mulheres, 26: R$ 3.848,66

Técnicos em Áudio
115 profissionais
Homens, 106: R$ 1.242,38
Mulheres, 9: R$ 1.380,50

Designers de Interiores, de Vitrines e Visual Merchandiser e afins (Nível Médio)
64 profissionais
Homens, 38: R$ 1.309,84
Mulheres, 34: R$ 1.521,94


Conheça o curso de Petróleo e Gás do IFS:

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página